quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

"EU TE AMO"

Um "Eu te amo" 
Cedo demais é precipitado 
Devaneio de coração
Completamente aluado
Um "Eu te amo" soa 
Como encantado e belo
Mas é preciso atitudes
E ações pra um eterno elo
Um "Eu te amo"
Quando não há maturidade
É platônico, é egocêntrico
Demasiado pra ser verdade
Um "Eu te amo" amiúde 
Banaliza o que deveras é amar
Não há veracidade
Se não se entregar

Rikardo Barretto