quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

AO ACASO VOCÊ FICOU

Ao acaso você ficou...
Estavas no meu coração,
Tinhas o meu querer,
Porém, tudo isso esnobou...
E quando eu pensei 
Que a realidade do meu sonho
Era concreta e jamais abstrata,
descobri que era mera utopia!
O castelo de sonhos ruiu,
Tudo foi ao chão,
Ao acaso você ficou...

De concreto, 
Só resta a incerteza
De um sentimento que outrora
Era sonho, quão doce sonho...
Agora a realidade é outra
Totalmente diferente,
A duvida se faz presente
E insiste em me acompanhar
Aonde quer que eu vá...
E, então, uma certeza
Reitera em meu coração,
Em meio as ruínas do castelo
De que, não é preciso edificá-lo,
Por que ao acaso você ficou...

Rikardo Barretto


09/04/2005