segunda-feira, 31 de outubro de 2011

NA VEREDA DO INFINITO

Às vezes me dar vontade de caminhar...
Caminhar... e caminhar...
Caminhando em linha reta
Na vereda do infinito
Até chegar na etenidade!!!!

Para trás deixarei todo embaraço
E em cada passo
Me despojarei
De tudo o que me enraizava
No solo da ilusão.

Para frente prosseguirei
Com a convicção da verdade
E em cada passo
Me agararei
A tudo o que me eleva
Ao monte da felicidade!!!


RIKARDO BARRETTO