segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Tácito

Eu quis falar...
Mas, transpassado fui
Por um vago silêncio, 
E, emudecido fiquei
Com o pesar
Dos meus desacertos 
Humanos.
Sem voz audível
Fiquei por instantes,
e, assim, tácito
Em meus dispersos
Pensamentos,
Divagaram meus olhos
(Tão cheios de esperanças)
Sobre o inexorável horizonte
Edificado de silêncios.  
E, agora, já não quero
Mais falar...

Rikardo Barretto